Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Defesas Graduação e Pós-Graduação > Pesquisa aborda o universo da saúde tradicional Yanomami
Início do conteúdo da página

Pesquisa aborda o universo da saúde tradicional Yanomami

Publicado: Sexta, 13 de Dezembro de 2019, 11h40 | Última atualização em Sexta, 13 de Dezembro de 2019, 11h40 | Acessos: 357

Com a temática “ A saúde dos napêpê e o seu impacto sobre o universo da saúde tradicional Yanomami: análise crítica de uma trajetória indigenista na Amazônia” , o mestrando Silvio Cavuscens, defendeu na sexta-feira, 6, no auditório do Centro de Educação a Distância, a sua pesquisa de dissertação pelo Programa de Pós-Graduação em Sociedade e Cultura na Amazônia (PPGSCA).

Sob orientação do professor Alfredo Wagner Berno de Almeida, o estudo teve como objetivo analisar a relação dos napêpê com o povo Yanomami a partir da implementação do subsistema de saúde indígena no contexto da saúde tradicional em particular do xamanismo.

Estruturada em quatro capítulos, a pesquisa abordou em seu primeiro momento, a trajetória indigenista do mestrando, as relações interétnicas entre os Ticunas, a luta pela demarcação no Javari e o seu trabalho junto a Coiab. Analisou, também, a política indigenista governamental em relação à luta indigenista pelo reconhecimento de seus direitos, dentro de uma sociedade dominante, na qual é minoria. As ameaças foram pontuadas contra a soberania indígena de projetos que visam minar os seus direitos, como Calha Norte, Polo Noroeste, PAC e IRSA, e o enfraquecimento e desestruturação da FUNAI. Por sua vez, a saúde indígena foi contextualizada a partir da criação da lei Arrouca de 1999 , que criou o Subsistema de Saúde Indígena voltado especificamente para a atenção básica das populações indígenas que vivem em seus territórios tradicionais e seus problemas recorrentes por incapacidade por parte da administração da Funasa em gerenciar e implantar os DSEIs. Por ultimo, encerrando os capítulos, o mestrando fez uma leitura do sistema de cura Yanomami, em contraste com o subsistema de saúde dos Napê, procurando compreender o universo cultural Yanomami como sustentáculo da saúde tradicional.

Em suas considerações finais, o pesquisador disse que as condições de saúde da população indígena, de modo geral têm melhorado, contudo com enormes fragilidades, demonstrando a necessidade de se apostar mais na contratação de profissionais indígenas e, que os argumentos demonstrados na pesquisa justificam a criação de um Subdistrito Yanomami.

Fim do conteúdo da página