Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Defesas Graduação e Pós-Graduação > Pesquisa do PPGSCA aborda esgotamento sanitário na Amazônia
Início do conteúdo da página

Pesquisa do PPGSCA aborda esgotamento sanitário na Amazônia

Publicado: Quinta, 12 de Março de 2020, 10h55 | Última atualização em Quinta, 12 de Março de 2020, 10h55 | Acessos: 91

 

Com a temática “ Matriz de Convergência para a Sustentabilidade Amazônica: das condições socioculturais ao esgotamento sanitário”, a doutoranda Ellem Cristiane Morais de Sousa Contente, defendeu, na quinta-feira, 5, no auditório Rio Solimões do IFCHS, a sua tese de doutorado, dentro do Programa de Pós-Graduação em Sociedade e Cultura na Amazônia (PPGSCA).

Tendo como orientador o professor João Bosco Ladislau de Andrade, a pesquisa teve como objetivo, sistematizar a matriz conceitual de critérios integrando questões das dimensões sociocultural e esgotamento sanitário em realidade amazônica, além de procurar relacionar significações sobre o esgoto sanitário no contexto do sujo e apresentar a sustentabilidade na conjuntura do esgotamento sanitário, bem como, identificar a percepção da população no âmbito da abordagem do esgotamento sanitário em realidades amazônicas.

A pesquisa foi realizada no bairro Vila do Puraquequara, situado na Zona Leste de Manaus, com uma população estimada em 5.835 habitantes. A metodologia foi de natureza teórica e prática, com característica exploratória e descritiva e abordagem qualitativa. A estratégia de coleta de dados incluiu pesquisa de campo, documental e bibliográfica, com atividades de registro de diário de campo, fotográficos, conversas informais com moradores e aplicação de entrevistas semiestruturadas.

A escolha da temática por parte da doutoranda, obedeceu a critérios que envolve um cenário atual de saneamento e esgotamento sanitário na Amazônia , e possíveis modelos de intervenção de engenharia de campo na área de saneamento, com base em dimensões socioculturais para a solução de problema para o esgotamento sanitário, a luz da sustentabilidade ambiental.

Em sua conclusão, a doutoranda disse que o saneamento básico, sobre o viés do seu esgotamento, confirmam fortemente diversas dimensões de análises que escapam ao campo técnico , mas que podem operar

desdobramentos para operar e decidir por soluções técnicas para sua posterior implantação e operação, com vistas a desenvolver soluções que versem a sustentabilidade não só da região Amazônica, mas de todos os estados que buscam um desenvolvimento pautado na sustentabilidade.

 

Banca Examinadora

 

Participaram da avaliação da doutoranda os seguintes professores: professor João Bosco Ladislau (presidente), a professora Adoréa Rebello da Cunha, o professor Valdinei Mendes da Silva, o professor Raimundo Pereira Pontes e a professora Ilsa Maria Honório.

Fim do conteúdo da página